Imposto de Renda 2018 - Img Reprodução

Declaração Imposto de Renda 2018 Como Fazer a declaração IR

Imposto de Renda 2018 aprenda como fazer a declaração em casa

O prazo de entrega da declaração imposto de renda 2018 começou no início deste mês de março e vai até 30 de abril

Desde o dia 26/02 já está liberado para download na internet na página oficial da Secretaria da Receita Federal, o programa gerador do Imposto de Renda 2018, ano-base 2017. Assim, você já pode fazer a declaração do IR 2018 e mandar ao fisco,o prazo de entrega se estende até 30 de abril de 2018.

Você pode fazer sua declaração do imposto de renda 2018 de 03 maneiras diferentes: no computador, através do programa que você fará o download seguinte os links indicados acima no site da Receita Federal; pode fazer também em dispositivos móveis, utilizando o aplicativo “Meu Imposto de Renda”, disponível para download no Google Play (versão Android) e na App Store (versão iOS); ou diretamente no site da Receita na indicação acima.

Publicidade:

Declaração IR 2018 - Opções disponíveis
Declaração IR 2018 – Opções disponíveis

Veja agora o passo a passo para fazer e entregar ao fisco sua declaração de imposto de renda pelo computador, preenchendo os campos de maneira correta.

Download e início

— Acesse o site da Receita Federal, faça o download o programa gerador e o instale.
— Caso já tenha feito a declaração em anos anteriores e já tem o programa, é possível fazer apenas uma atualização automática, que será solicitada ao abrir o PGD IRPF ou indo no menu Ferramentas – Verificar Atualizações.
— A primeira tela é para informar o que você quer fazer: é possível importar dados do ano anterior ou preencher uma nova declaração.
— Quem está fazendo pela primeira vez deve escolher a opção “Criar Nova Declaração”.
— Note que uma caixa de diálogo quer saber se você vai importar os dados do ano anterior. Se tiver declarando pela primeira vez deve escolher a segunda opção: “Criar nova sem importar”.

Publicidade:

Imposto de Renda 2018 - Img Reprodução
Imposto de Renda 2018 – Img Reprodução

— Depois, você escolherá o tipo de declaração.
— Opte por “Declaração de Ajuste Anual” e coloque o nome e CPF.
— Depois, uma nova caixa de diálogo recomendará que se preencha todas as fichas nas telas seguintes.
— Agora escolha entre os modelos simplificado, com desconto de 20% (limitado a R$ 16.754,34), ou completo, para usar as deduções legais.
— Note que a “Declaração Final de Espólio” é para quando sai o inventário de um declarante que já morreu. E “Declaração de Saída Definitiva do País” serve para quem assumiu a condição de não residente no Brasil, escolha se este é o seu caso.

Imposto de Renda 2018 - Img Reprodução
Imposto de Renda 2018 – Img Reprodução

— Você também pode importar dados preenchidos no rascunho online, oferecido pela Receita no início do ano.
— Na tela seguinte você pode decidir se quer utilizar os dados incluídos anteriormente.
— É necessário um certificado digital para importar os dados do rascunho.

Identificação da Declaração Imposto de Renda 2018

— Deste ponto em diante as etapas se dividem em fichas exibidas na barra esquerda.
— Primeiro vem a identificação do contribuinte, onde você vai inserir nome, data de nascimento, título de eleitor, endereço completo e profissão.
— Lembre-se de selecionar o campo no caso de um dos declarantes tiver doença grave, deficiência física ou mental e se possui cônjuge ou companheiro.

Publicidade:

Dependentes

— É preciso informar os dados dos dependentes.
— Agora vá em “Novo” na parte inferior para indicar o tipo de dependente.
— Nesse campo é obrigatório informar o CPF dos dependentes com oito anos completos até 31/12/2017.
— Clique no botão “excluir” para remover um dependente selecionado e as suas informações, caso necessário
— O limite de R$ 2.275,08 por dependente é individual.

Declaração Imposto de Renda 2018 - Imagem Reprodução
Declaração Imposto de Renda 2018 – Imagem Reprodução

Alimentandos

Publicidade:

— São os beneficiários de pensão alimentícia determinada por acordo com decisão judicial.
— Então se precisa incluir um alimentando, vá em “Novo”, depois coloque o nome, CPF e data de nascimento do mesmo.
— Aqui não há limite de idade nem renda, desde que em acordo judicial.

Declaração Imposto de Renda 2018 - Imagem Reprodução
Declaração Imposto de Renda 2018 passo a passo – Imagem Reprodução

Rendimentos de pessoa jurídica

— São 6 campos para preenchimento de rendimentos.
— Para quem é funcionário, prestou serviços autônomos, é sócio de empresa ou aposentado usa a tela de rendimentos tributáveis recebidos de pessoa jurídica.
— Essas informações você encontra no informe de rendimentos fornecido pelos empregadores. Para inserir uma fonte pagadora, clique em “Novo” e preencha os campos.
— Note que existe uma aba para o titular e outra para os dependentes.
— Nesse caso os rendimentos dos dependentes devem ser adicionados mesmo que não somem a renda mínima para declaração.

Declaração Imposto de Renda 2018 - Imagem Reprodução
Declaração Imposto de Renda 2018 – Imagem Reprodução

Rendimento de pessoa física e do exterior

— Se você é autônomo, tem imóvel alugado ou recebeu parte da renda fora do país deve preencher os ganhos nessas fontes na ficha de Rendimentos de Pessoas Físicas.
— É possível importar os dados do programa do carnê-leão, utilizado por autônomos.
— Insira todas as deduções e Darf pagos.
— Depois o procedimento de inclusão de rendimentos de dependentes é semelhante, bastando clicar na aba “Dependentes”.

Rendimentos isentos e não tributáveis

— Até os não sujeitos à cobrança, devem ser relacionados nesta aba.
— Existem duas abas: “Rendimentos” e “Totais”. As informações são inseridas na aba “Rendimentos”, clicando em “Novo” e selecionando “Tipo de Rendimento”.
— Aqui estão as receitas de fontes como bolsas de estudos, rendimento da caderneta de poupança, lucros de sócios e heranças, entre outros.
— Depois de escolher o item, será preciso informar o beneficiário (titular ou dependente), CNPJ da fonte pagadora, nome dessa fonte e valor conforme imagem.

Declaração Imposto de Renda 2018 - Imagem Reprodução
Imposto de Renda 2018 – Imagem Reprodução

Rendimentos com tributação exclusiva

— Aqui você vai notar que a maioria dos itens é de preenchimento automático, com informações vindas de outros formulários da declaração
— Já a participação nos lucros e resultados são de preenchimento manual. Para incluir, basta clicar no ícone ao lado da linha correspondente.
— Aqui estão as receitas de fontes como 13º Salário, juros sobre o capital próprio e participações nos lucros ou resultados, entre outros.
— Informações colocadas na aba “Rendimentos” são transferidas para as respectivas linhas na aba “Totais”.

Declaração Imposto de Renda 2018 - Imagem Reprodução
Passo a passo Declaração Imposto de Renda 2018 – Imagem Reprodução

Rendimentos com exigibilidade suspensa

— Deve ser usada por contribuintes com alguma cobrança de imposto contestada na Justiça.
— Deixe em branco se não se enquadra.

Rendimentos recebidos acumuladamente

— Informe o valor recebido de salários ou pensões referentes a anos anteriores, depositados de uma só vez no ano anterior.
— Aqui você tem duas opções: ajuste anual (valor somado aos rendimentos tributáveis) e exclusiva na fonte (onde há fórmula para cobrança do tributo exclusivamente na fonte). Importante você simular os dois tipos.

Declaração Imposto de Renda 2018 - Imagem Reprodução
Declaração Imposto de Renda 2018 – Imagem Reprodução

Imposto pago/retido (e imposto no exterior)

— Essa é uma tela de preenchimento automático, exceto para impostos pagos no exterior.
— Você pode incluir tributos recolhidos em países com reciprocidade de tratamento, sendo possível compensar o valor.
— A lista completa dos países com os quais o Brasil tem acordo, está disponível na página de ajuda do programa de preenchimento da declaração.

Pagamentos efetuados

— Nessa aba você deve informar despesas com educação, saúde, consultas, pensão alimentícia e outros gastos.
— No caso da pensão alimentícia, só é dedutível o valor determinado por ordem judicial.

Declaração Imposto de Renda 2018 - Imagem Reprodução
Dicas Imposto de Renda 2018 – Imagem Reprodução

Doações

— São duas opções de declarar doações, uma você vai informar repasses para instituições de caridade e outras causas; Na outra as partidárias, informe nome do candidato ou do partido, CNPJ e valor da doação.

Bens

— Mesmo sem tributação sobre o patrimônio, há incidência de imposto sobre o lucro com a venda de um bem.
— Essas informações são declarados na ficha “Bens e Direitos”. Para incluir um bem, basta clicar em “Novo”.
— Uma mudança em relação ao ano passado são os espaços para detalhar os bens, como endereço, área total e número de matrícula no registro de Imóveis.
— Atente para essa informação importante: Não atualize o valor de um imóvel de acordo com o preço de mercado. O correto é repetir o valor de compra, a menos que fez  alguma grande reforma. Neste caso, some o valor gasto na reforma ao valor inicial informado do bem.

Declaração Imposto de Renda 2018 - Imagem Reprodução
Declaração Imposto de Renda 2018 – Imagem Reprodução

Dívidas

— É preciso informar a situação em 31 de dezembro de 2016, do ano passado, e o valor pago em 2017.
— Clique no botão Novo e informe o código, a discriminação, a situação em 31.12.2016 (R$), a situação em 31.12.2017 (R$) das dívidas e ônus reais, o valor pago em 2017 (R$) e, em seguida, clique no botão “OK” para encerrar o preenchimento dos dados.
_ Informe a natureza da dívida, o nome e o número de inscrição no CPF ou no CNPJ do credor.
— Não entram financiamentos do Sistema Financeiro Habitacional (SFH).

Espólio

— Caso o contribuinte já tenha falecido, a declaração deve continuar sendo entregue enquanto o inventário não for concluído.
— Neste caso, o “Espólio” deve ser preenchido com os dados do inventariante.

Atividade rural

— Na aba “Atividade Rural”, os produtores precisam preencher os dados ou importá-los do programa AR 2017.
— Declaram-se movimentações como compra e venda de animais e terrenos.

Ganhos de capital

— A declaração da venda de um bem é feita em uma aba diferente.
— No campo “Ganhos de Capital”, clica-se na linha correspondente “Bens Imóveis”, “Direitos/Bens Móveis” e “Participações Societárias”.
— Declare mesmo que a venda seja considera isenta.
— O preenchimento é feito por meio da importação dos dados de outro programa, o GCAP 2017.

Declaração Imposto de Renda 2018 - Imagem Reprodução
Declaração Imposto de Renda 2018 – Imagem Reprodução

Moeda estrangeira

— Os rendimentos em moeda estrangeira no ano passado devem ser relacionados. Esses dados são preenchidos por meio do programa GCME 2017 e depois importados para a declaração, você pode baixar o programa pelo site da Receita.

Renda variável

— Aplica-se para quem investiu no mercado financeiro no ano anterior.
— Em “Operações Comuns/Day Trade” são incluídos ganhos com vendas de ações e outros ativos.
— Em Operações de Fundos de Investimento Imobiliário são colocados os resultados líquidos do ganho mensal.
— Nos dois casos você deve incluir os dados do titular e do dependente.

Importante fazer uma revisão na declaração antes de enviar

— Confira todos os dados preenchidos, pois um simples erro de digitação pode fazer você cair na malha fina.  Tenha todos os dados oficiais na mão para conferir.
— Clique na guia “Verificar Pendências”. Se houver erros ou falta de informações, o programa irá mostrar onde você esqueceu de preencher ou colocou alguma informação incompatível.

Modelo simplificado ou completo

— Após colocar todas as informações, é possível verificar qual modelo vale mais a pena pra você.
— No simplificado, é descontado 20% dos rendimentos tributáveis até o limite de R$ 16.754,34.
— No completo, é possível incluir todas as deduções, como gastos com educação, saúde entre outros. Para comparar, clique na lupa ao lado do item “Opção pela Tributação” e uma nova tela mostra o cálculo do imposto a restituir ou a pagar.

Declaração Imposto de Renda 2018 - Imagem Reprodução
Como Fazer Declaração Imposto de Renda 2018 – Imagem Reprodução

Confira os últimos detalhes

— No menu esquerdo clique em “Resumo da Declaração” e depois em “Cálculo do Imposto” para conferir os detalhes da declaração.
— Importante preencher corretamente essas informações de conta e agência para depósito da restituição, para que você possa receber sua restituição de imposto de renda corretamente.
— Caso o valor do imposto devido seja maior do que R$ 100, você pode optar por pagar em até 8 parcelas, nenhuma pode ser menor do que 50 reais.

Enviando a declaração do imposto de renda

— Por fim você precisa enviar a declaração, vá em “Entregar Declaração”, clique  e uma nova tela vai aparecer, onde deverá selecionar a declaração a ser enviada.
— Salve o recibo, de preferencia no computador e impresso.

Caso você tenha imposto a pagar, poderá imprimir as guias nesta etapa final.

Curta e compartilhe!

Publicidade:

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *